terça-feira, 24 de agosto de 2010

Os Lobos de Mercy Falls - Livro II: Espera (Linger)


Hey people, voltei para falar sobre Linger, continuação de Shiver (Calafrio, no Brasil), lançado em julho nos EUA, mas que ainda não tem nome nem data de lançamento no Brasil. ATENÇÃO: Contém spoilers para quem ainda não leu o primeiro livro da série!

Sinopse:

Em Shiver, Grace e Sam se encontraram. Agora, em Linger, eles devem lutar para continuar juntos. Para Grace, isso significa desafiar seus pais e manter um segredo muito poderoso sobre seu próprio bem estar. Para Sam, isso significa brigar com seu passado como lobo... e encontrar uma forma de sobreviver no futuro. Adicione na trama um novo lobo chamado Cole, cujo passado tem o poder de destruir todo o bando. E Isabel, que já perdeu seu irmão para os lobos... e mesmo assim não deixa de ser atraída por Cole.
Na volta angustiante e eufórica, Linger é uma fascinante história de amor que explora os dois lados do amor - a luz e a escuridão, o calor e o frio - de uma forma que você nunca esquecerá.

Após o lindo e emocionante final de Shiver (no qual eu chorei litros), em Linger nos deparamos com um Sam humano, mas sem muita certeza em relação a sua cura, sempre com medo e receio de acreditar e pensar no seu futuro.

Enquanto isso, Grace, a qual nunca ficou doente após ser mordida pelos lobos e “curada”, começa a apresentar forte dores de cabeça e febre, além de um cheiro peculiar relacionado aos lobos, mas ninguém sabe direito o que está acontecendo e ela evita falar sobre isso, especialmente com Sam.

Mas o meu corpo me trai. Agora eu sou a incógnita, o deconhecido.” (Grace)

Eu fechei meus olhos. Eu estava com tanta dor. Tudo em mim doía, e não havia nada que eu pudesse fazer. A promessa da floresta era diferente quando não era uma escolha”. (Grace)

A presença constante de Sam na casa de Grace e seu relacionamento firme com ele, faz com que os pais de Grace deixem de ser tão amigáveis e queiram tentar agir mais como pais. Detalhe que, no início do livro, Sam ainda vive na casa de Grace e os pais dela nem sonham, até que em uma noite eles pegam os dois dormindo e a coisa fica feia (eu realmente criei um ódio mortal dos pais de Grace nesse livro).

Há um tempo atrás, Mamãe realmente gostava de Sam. Ela até flertou com ele com seu jeito de mãe e lhe pediu que cantasse e pousasse para ela pintá-lo. mas isso era antes quando ele era apenas um garoto que eu estava saindo. Agora que estava claro que Sam estava aqui para ficar, a amabilidade de Mamãe evaporou e ela e eu nos comunicávamos pela linguagem do silêncio. O peso das pausas entre as frases continham mais informações do que as palavras dentro delas .” (Grace)

Para completar a confusão, um dos novos lobos criados por Beck, Cole, por razões desconhecidas, transforma-se em humano mais cedo que os demais, quando, na verdade, quer continuar como lobo. Essa atitude intriga Sam, deixando-o desconfiado e sem entender essa vontade dele em fugir da sua humanidade quando ele lutou tanto para permanecer como humano. Sem falar que Cole possui um passado nada anônimo, o que pode ameaçar a existência do bando.

Diferentemente do primeiro livro em que tínhamos Sam e Grace narrando, neste livro são 4 os narradores: Sam, Grace, Isabel e Cole.

De início tive receio em relação a essa quantidade de narradores, mas Maggie foi perfeita ao fazer isso, colocando no papel a sagacidade, esperteza e criticismo de Isabel, bem como a confusão e inteligência de Cole, permitindo-nos conhecer esse novo personagem e sua história melhor. Sem contar que: Cole + Isabel = hot hot hot!! rsrsrsrs!!

E ele beijava bem. Eu senti seu abdomen liso e suas costelas deslizarem contra as minhas, ainda que suas mãos não me tocassem. […] Havia uma certa urgência faminta no modo em que Cole pressionava sua boca contra a minha que me fez pensar que havia mais verdade nele aqui, me beijando, do que quando ele falou.” (Isabel)

O livro em si é quase tão bom quanto o primeiro, o único problema são algumas chatices de Sam, isso mesmo, não me matem, mas o Sam aqui é fofo, mas chatinho, principalmente por causa dessa implicância com Cole e pela passividade com que ele lida com os problemas de Grace! Cole revela-se muito mais legal, interessante, descontraído e sexy do que Sam.

Embora não seja tão explícito a causa do que ocorre com Grace, o resultado disso é bem previsível, embora Maggie nos torture muito até o final – tadinho do Sam! O livro termina deixando-nos loucos para ler Forever e saber o que a chegada do verão nos trará.

Por fim, não posso de deixar de citar aqui algumas passagens poéticas presentes em Linger:

Com o calor, o restante dos lobos logo estarão perdendo suas peles de lobo e voltando as suas formas humanas. Sam continua Sam, e Cole continua Cole, e sou apenas eu que não estou firmemente em minha própria pele.” (Grace)

Essa é uma história de amor. Eu nunca soube que existiam tantos tipos de amor, ou que o amor pudesse fazer com que as pessoas fizessem tantas coisas diferentes. Eu nunca soube que havia tantas formas diferentes de dizer adeus.” (Grace)

“Envolvida em meus braços você é uma borboleta em sentido inverso

Desistindo de suas asas herdando minha maldição

Você está me deixando

Você está partindo” (Sam)

Playlist de Linger (elaborada pela própria Maggie):

  • "Wash Away"—Matt Costa
  • "Cath"—Death Cab for Cutie
  • "Teardrop"—Jose Gonzalez
  • "Close Your Eyes"—Young Love
  • "Hallelujah"—Rufus Wainwright
  • "Her Morning Elegance"—Oren Lavie
  • "The Golden Floor"—Snow Patrol
  • "How Low"—Jose Gonzalez
  • "Goodnight"—La Rocca
  • "Coming to Terms"—Carolina Liar
  • "Color Bars"—Elliott Smith
  • "White Winter Hymnal"—Fleet Foxes
  • "Out Come the Wolves"—Jacob Golden
  • "Spaceship"—Jonas & Plunkett
  • "Girl"—Jim Sturgess
  • "Loneliest Girl in the World"—Cary Brothers
  • "9 Crimes"—Damien Rice
  • "Almost Lover"—A Fine Frenzy
  • "A Message"—Coldplay

    Agora só nos resta a longa espera por Forever

  • 2 comentários:

    1. Não li ainda o primeiro e como gosto de spoiler li a resenha todinha ;D
      rsrsrsrs

      Amei as partes poéticas *---*
      Tão lindo.

      Ótima resenha Carol.



      Ps. Viciei numa música do playlist =)

      Bjos

      ResponderExcluir
    2. Quero muito ler esse livro, mas tenho que terminar de ler Shiver antes :9

      ResponderExcluir

    Adoraríamos saber a sua opinião, por isso, fique a vontade para expressá-la! Mas se ela for ofensiva, não iremos aceitá-la! =D

    Projeto Lendo a estante #1

    Eu tenho o blog desde 2010, e desde então começou minha compulsão por comprar livros e mais livros e nunca acabar mais. Hoje me vejo com seg...