terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Bellissima - Nora Roberts
















Título Original: Homeport
ISBN: 9788528614404
Ano: 2010
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 546
Compre: Saraiva / Cultura


Boa Noite!! Bellissima foi o livro que, junto com a Série Mortal, me introduziram ao mundo literário da Nora Roberts.

Até pouquíssimo tempo ainda não conhecia qualquer livro dessa aclamada autora, e posso dizer que foi uma pena ter demorado tanto tempo para conhecer suas obras. Seus livros são maravilhosos para os que gostam de um bom romance, com personagens fortes, atrelado ao suspense.

Deixando minhas divagações de lado, vamos ao que interessa que é conhecer essa maravilhosa história. Segue abaixo a sinopse e logo em seguida a resenha:
Depois de ter a casa assaltada no Maine, a Dra. Miranda Jones, agora que o pior já passou, está decidida a esquecer o incidente. Surge, então, a oportunidade de ir às pressas para a Itália. Ela deverá constatar a autenticidade de um bronze renascentista de uma cortesã da família Médici, conhecido como A Senhora Sombria.
Entretanto, em vez de consolidar sua fama de perita excepcional, o trabalho acabará prejudicando a carreira de Miranda e manchará sua reputação: ela dará um veredicto questionado.
Vendo-se num beco sem saída, pois o relacionamento com a mãe está emocionalmente estremecido, o irmão, seu porto seguro, encontra-se mergulhado em problemas e, não tendo com quem contar, Miranda é obrigada a fazer uma aliança indesejada com Ryan Boldari, um sedutor ladrão de arte.
Bellissima é um romance cheio de trapaças e desejos desafiadores, escrito pela autora número 1 das melhores e mais importantes listas de mais vendidos do mundo e também do coração de sua legião de fãs.
Miranda Jones é a tipica personagem forte, senhora de si e dona de uma beleza estonteante. Sua vida é sinônimo de trabalho, o qual ela realiza no instituto de arte pertencente a sua família há gerações no Maine, sua especialidade é a verificação, estudo e catalogação de peças de arte, principalmente as do período renascentista.

Sua família resume-se principalmente ao seu irmão, Andrew, com quem mora e gere o instituto. Seus pais vivem distantes, cada um mergulhado em seu próprio trabalho, ou seja, ela não sabe o que é ter uma família de verdade. Isso só piora quando vê seu irmão cada vez mais se afundando no vício do alcóol, afastando-se dela e dele mesmo. Nora soube tratar do problema do alcoolismo muito bem.

A vida certa e controlada de Miranda começa a sair do trilho quando ela é assaltada em frente a sua casa. Depois desse evento, ela é chamada para ir a Florença, no laboratório de sua mãe, estudar e analisar uma peça que pode ser uma grande descoberta para o mundo das artes.

Em Florença, o que poderia ser algo grandioso transforma-se em um pesadelo para Miranda, que precisa lidar com a desaprovação de sua mãe e uma possível mancha em seu nome profissional, o que só piora quando o instituto é assaltado e uma das principais peças destes, o Davi, é levada.

Nesse interregno, Miranda conhece Ryan Boldari, dono das Galerias Boldari (e lindo de morrer, é claro), um possível parceiro de negócios, mas que também é um dos maiores ladrões de arte da atualidade. O envolvimento entre eles é inevitável.

Após dar um golpe em Miranda, Ryan se vê em problemas por causa disso e volta ao Maine para tirar satisfações com ela que, sentindo-se traída, mas sem opções, termina cedendo e aceita ajudá-lo a limpar tanto o nome dele quanto o dela, principalmente depois de chegarem a conclusão de que todos os incidentes estão conectados.

Juntos, eles passam por muitas enrascadas e precisam desvendar esse quebra-cabeça ao mesmo tempo em que lidam com esse assassino frio e calculista, que tem por objetivo destruir Miranda.

Como a própria sinopse aponta, este é um livro que tem uma história capaz de te prender do início ao fim. Nora soube montar muito bem em Bellissima uma rede de intrigas e traições de deixar você louco para saber o que vem a seguir, bem como suspeitar de tudo e de todos.

Claro que tudo isso está amarrado a um romance de tirar o fôlego entre Ryan e Miranda, um casal que não tinha nada pra dar certo, com duas personalidades totalmente distintas, mas que se completam, no fim das contas. As cenas entre eles te levam do suspiro, ao riso, ao choro e ao arrepio! *.*
"Ela queria tudo, e mais. Tudo e o impossível. E sabia que, com ele, teria". (Página 209)
O livro também possui uma ótima dose de humor, seja por meio das confusões entre Ryan e Miranda, seja em razão da família de Ryan, uma mistura de irlandeses com italianos capazes de te fazer dar boas risadas quando aparecem no livro.
"Ela gaguejou, perdeu completamente a noção do que diria a seguir. - Você tá tentando me convencer de que ela sabe que você rouba?
- Claro que sabe. Ela tem cara de idiota? - Ele balançou a cabeça. - Eu não minto para minha mãe. Agora, anda, vai. - Empurrou-a delicadamente para o banheiro enquanto ela simplesmente olhava para ele, boquiaberta. - Eu tô com fome." (Página 218)

"- Entendi. Eu me sinto na obrigação de lembrar que a sua mãe não tá aqui.
- Mas ela vai saber - ele disse com algum sofrimento. - Ela sempre sabe, e eu vou pro inferno, porque ela vai dar um jeito de fazer isso acontecer." (Página 325)
A narração do livro é em terceira pessoa, mas o enfoque está principalmente na mente e pensamentos dos personagens principais. Já a linguagem é fácil e fluida de maneira que você mal sente as mais de 500 páginas. Sem contar a capa que, fazendo jus ao título do livro, é realmente belíssima; e os cenários de Florença e do estado americano do Maine, que embelezam ainda mais a história.

Para quem ainda não comprou o presente de Natal de alguém, ou não sabe o que quer, este livro é uma ótima pedida, recomendadíssimo! Fica a dica.


4 comentários:

  1. Nossa, ri horrores com esse trecho sobre a mãe dele. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Se alguém encontrar um desses "homens da Nora", por favor encaminhe-o p/ minha casa =D

    ResponderExcluir
  2. Oláaa td bem ? Sou Joyce do Mundo Joy. Adorei seu blog com várias dicas. Vou te linkar no meu. me visite, ok ?
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Opaaa depois de ler essa resenha, não tem jeito de deixar fora da lista de leitura..
    Mandou bem Carol.. #reboolaaa

    Bjokas Grazi

    ResponderExcluir
  4. Eu tô em débito com os livros da Nora. Em 2011 lerei, é uma meta!
    Carol, pelo jeito o livro é bom... fiquei curiosa! ^-^

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber a sua opinião, por isso, fique a vontade para expressá-la! Mas se ela for ofensiva, não iremos aceitá-la! =D