segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Promoção e resenha do livro Como Ser Solteira - Liz Tuccillo













Autora: Tuccillo, Liz
Editora: Record
I.S.B.N.: 9788501087935
Gênero: chick-lit


“Fico olhando os casais andando pelas ruas juntos e quero sacudi-los, implorar a eles que respondam à minha pergunta: ‘Como vocês conseguiram?’ Isso virou a esfinge para mim, o mistério eterno. Como é que duas pessoas conseguem se conhecer nessa cidade e fazer dar certo?”

O trecho acima, na minha opinião, retrata o dilema vivido por Julie Jenson, uma mulher de 38 anos que ainda está solteira. Ela é a narradora do livro e nos mostra como é a vida dela e de suas amigas (também solteiras).

As amigas dela são muito engraçadas. Georgia acabou de se separar – ela foi trocada por uma brasileira professora de samba – e quer sair com as amigas para esquecer as mágoas. Alice é uma defensora pública que está deixando o emprego para se dedicar a outra atividade: Procurar um marido. Serena, como o próprio nome denuncia, é super tranquila, não gosta muito de sair e acabou se acomodando na rotina de solteira.

Julie apresenta também outra amiga dela no livro, Ruby. Essa é a mais engraçada de todas. Sério. Na primeira aparição dela no livro ela está super deprê por não conseguir esquecer Ralph. Ela passou três meses trancada em casa chorando por ele. Nesse trecho do livro você pensa: “Nossa, ela devia amar mesmo esse cara”. No entanto, no parágrafo seguinte está escrito: “Ralph era o gato de Ruby. Ele morreu de insuficiência renal três meses atrás.” Putz, eu ri demais.

Depois de uma noitada com as amigas na qual uma delas foi até parar no hospital de tão bêbada, Julie percebe que algo está faltando em sua vida e resolve viajar. Ela quer descobrir como as pessoas são solteiras nos mais diversos lugares do mundo. Paris, Rio de Janeiro, Sydney, Roma, Pequim, Bali, Mumbai são alguns dos lugares visitados por ela.

Ah! Não posso esquecer de dizer o livro é dividido em 11 capítulos, quer dizer, em 11 regras de como ser solteira =D

O modo como a autora aborda as várias facetas do relacionamento amoroso entre as pessoas é bastante interessante e leve. A leitura é rápida e divertida. Para exemplificar o que estou dizendo, vou citar um trecho do livro que fala sobre a separação de Georgia:

"É uma história tão velha quanto a humanidade. Dale e Georgia tiveram filhos, pararam de transar regularmente e começaram a brigar. Eles se divorciaram, e Dale disse a Georgia que estava apaixonado por uma vagabunda de quinta categoria, uma professora de samba de 27 anos que ele conheceu na Equinox. Pode me chamar de louca, mas acho que sexo bom pode ter tido alguma coisa a ver com isso – e não quero ser desleal, e nunca poderia nem sugerir que Georgia teve qualquer culpa, de jeito nenhum, porque Dale é um babaca e nós o odiamos agora -, não consigo evitar achar que Georgia sempre o tratou como se ele estivesse garantido para sempre.
           Agora, para ser franca, sou especialmente crítica quanto à Síndrome Das Mulheres Casadas Que Acham Que O Marido Está Garantido. (...) Eu percebia que Georgia não dava valor a Dale, principalmente quando falava com ele naquele tom de voz. Você pode dar o nome que quiser, mas a verdade é que aquele tom de voz significa nada menos do que o velho desprezo. O tom é de nojo. O tom é impaciente. O tom é um revirar de olhos sonoro (...)”

Só não gostei muito da viagem da Julie ao Brasil. Achei que a autora se apegou a alguns clichês, tipo, os brasileiros gostam mesmo é de pegação. Em um diálogo sobre fidelidade, algumas brasileiras dizem a Julie e a Georgia (que veio para o Brasil também) que os homens gostam de sair com prostitutas e que “é muito americana essa ideia de fidelidade. Acho que é muita ingenuidade.”

Como assim fidelidade é ideia americana??? Por acaso se os americanos não existissem o mundo seria uma suruba geral????

No mais, o livro é ótimo. Gostei demais das aventuras das amigas da Julie. Não tem como não rir.

Bom, fica a dica.

 

Quem ficou curioso para conhecer esse ótimo livro e quiser ganhar um exemplar, basta seguir TODAS as regras abaixo:

1) Residir no Brasil;

2) Seguir publicamente este blog (é só ter uma conta no google/gmail/orkut/twitter e clicar no botão SEGUIR no lado direito);

3) Ter uma conta no twitter e seguir
@prateleiracult e  @editora_record;

4) Deixar um comentário neste post respondendo a pergunta: “Se estivesse no lugar da Julie, como você seria solteira?” Junto com a resposta informe o seu nome completo, nome de seguidor do blog, nome de seguidor do twitter (aquele com o @…);

OBS.: A resposta à frase é apenas para validar a participação, ela não será o meio pelo qual selecionaremos o ganhador. O ganhador será sorteado dentre aqueles que tuitarem a frase abaixo, por meio do site TwitRand.

5) Postar a seguinte frase no twitter:

#Promoção Quero saber Como Ser Solteira junto com o @prateleiracult e a @editora_record ! http://migre.me/3NaI7


ATENÇÃO:

# A frase é para ser postada no TWITTER e não nos comentários! Cuidado, pois muitos incorreram nesse erro nas promos passadas;

# Você pode tuitar a mensagem quantas vezes quiser. Mas cuidado para não ocorrer spam (acúmulo de mensagens ou mensagens em demasia);

# A promoção inicia hoje e vai até dia 20/02/2011, às 20h;

# O sorteio ocorrerá através do site
TwitRand;
# O vencedor terá três dias para enviar seu nome e endereço completos para o e-mail prateleiracultural@yahoo.com.br, sob pena de realização de novo sorteio.

Boa Sorte a todos!! =D



22 comentários:

  1. Eu fico meio chateada quando tem esse tipo de generalização sobre o Brasil. Não somos santos, não somos um exemplo ideal de sociedade (mas, me diga, quem é?) só que criar esteriótipos de que REALMENTE, a mulher brasileira é só pra pegação não dá pra engolir.

    ResponderExcluir
  2. jah tinha lido outra resenha sobre o livro e o achei bem lgl, mas não sabia desse estereótipo q ela colocou no livro.. foi mancada da autora D:

    --
    hangover at 16

    ResponderExcluir
  3. Acredito não ser difícil responder essa pergunta pq sou solteira :P
    Se eu estivesse no lugar da Julie também viajaria, mas não me preocuparia tanto com fidelidade; deve ser por isso que ela está solteira!
    Eu acredito que independente do lugar, homem nunca é igual, e cada caso é um caso, ou seja, o homem pode errar com sua amiga e contigo não.Enfim, existe homem fiel, mas ainda não encontrei :D

    ResponderExcluir
  4. “Se estivesse no lugar da Julie, como você seria solteira?”
    Viajaria muito, faria muitos cursos, enfim, curtiria a vida sem fixação por casar.

    Eliane Gomes Fernandes

    eliane.g.fernandes

    eliane.g.fernades@hotmail.com

    @leituras_eliane

    Beijo

    Eliane (Leituras de Eliane)

    ResponderExcluir
  5. Eu sou solteira como a Julie... e sofro os mesmos dilemas que ela... Óh, Deus!!!! rs
    Mas acho que o melhor é levar com bom humor, saber que para todas as pessoas existe um par perfeito. Só tem que abrir bem os olhos para encontrá-lo, não dá para marcar bobeira. hehe

    Jaqueline de Marco
    Jaqueline de Marco
    @jaquedemarco

    ResponderExcluir
  6. eu não achei o formulário, como vão saber que divulguei a promo?

    ResponderExcluir
  7. Thaisa, nós fazemos o sorteio pelo TwitRand, por isso não existe formulário. O próprio site busca no twitter as pessoas que divulgaram a frase.

    Não usamos formulário pq a maioria das pessoas reclama do trabalho que dá preenche-los toda vez que a promo é divulgada. Então, atendendo a pedidos, fazemos o sorteio pelo twitter mesmo.

    Sendo assim, p/ participar da promo vc só precisa responder aquela pergunta que nós fizemos (veja a pergunta no tópico sobre as regras da promo)deixar seu nome completo, nome de seguidor do blog e nome de seguidor no twitter aqui na parte de comentários =D

    ResponderExcluir
  8. Se estivesse no lugar da Julie, eu sofreria uma grande confusão de gênero. kkkkkkkkkkkkk

    Viajar seria uma boa mesmo.

    Wellison Santana
    @WLSantana
    Wellison

    ResponderExcluir
  9. Se estivesse no lugar da Julie, como você seria solteira?

    Acho que faria o mesmo que ela.
    Sairia para viajar com os amigos e aproveitar a vida antes de me amarrar alguém.
    Porque ser solteira é bom, mas ficar sozinha é chato.

    Nome completo: Érica Martins
    Nome de seguidor do blog: EricaMarts
    Nome de seguidor do twitter : @EricaMarts

    Bye

    ResponderExcluir
  10. “Se estivesse no lugar da Julie, como você seria solteira?”

    Pergunta difícil pra quem namora há quase 10 anos... rsrsrs
    Acho que viajaria e sairia mais com as amigas.

    Sanélia Nascimento
    Sanélia Nascimento
    @sanelia_

    ResponderExcluir
  11. Se eu estivesse no lugar da Julie sairia muito e viajaria muito como ela fez. Sou solteira e penso que o importante é aproveitar a vida e não ficar "obcecada" com arrumar namorado, marido o tempo todo, quando a hora chegar o destino tenho certeza se encarrega disso.

    Nome Completo: Amanda Simões
    Mandy Simões
    @MandyFielding

    ResponderExcluir
  12. “Se estivesse no lugar da Julie, como você seria solteira?”

    Aproveitaria a solteirice ao máximo. Baladas, viagens, programas com as amigas e tudo mais :D


    Alessandra Messa
    Nome de seguidora - Alessandra Messa
    twitter - @alessandramessa

    ResponderExcluir
  13. Nossa, supeeer mancada mesmo o negócio da viagem ao Brasil! Como assim fidelidade americana né??
    No Brasil não é tudo o auê que eles pensam, nossa...
    Então, para a promoção:

    “Se estivesse no lugar da Julie, como você seria solteira?”

    Viajaria pelo mundo, gastaria muito, faria muitos cursos e conheceria gente muito diferente mundo afora!

    Ana Paula Frazão de Souza
    Ana Paula Frazão
    @aninhafrazao

    ResponderExcluir
  14. “Se estivesse no lugar da Julie, como você seria solteira?” Eu acho que seria uma solteira viajante e iria conhecer como ser solteira em todos os cantos do mundo

    Karin Bezerra de Oliveira
    nome de seguidor do blog: Karin Oliveira
    nome de seguidor do twitter: @prateleiradcima

    ResponderExcluir
  15. “Se estivesse no lugar da Julie, como você seria solteira?”

    Hum... estou como a Julie solteira. E levaria numa boa, sem afobação, só curtindo.

    Larissa Crislayne
    larissa crislayne
    @laricris2


    Ps. ficar 3 meses chorando pq o gato morreu :O hehehehehe

    ResponderExcluir
  16. Meninas, eu ri demais com esse livro.
    Alice e Julie foram as minhas personagens preferidas :-)

    Ótima resenha !!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Eu seria uma solteira bem animada e faria uma lista de coisas que uma garota solteira deve fazer: viajar, cursos, ver o mundo de um lugar alto...
    Amanda Ferreira Ramos
    Seguidora: Amanda Ramos
    Twitter: @ramosdeamanda

    ResponderExcluir
  18. Se eu estivesse no lugar de Julie, não me colocaria tantos obstáculos ou frustrações por estar solteira. Seria eticamente errado não seguir o padrão de namorar, noivar, casar, e ter filhos? Ás vezes é melhor se frustrar por não encontrar o homem ideal do que estar em um casamento desejando estar solteira.

    ResponderExcluir
  19. esquecendo...

    meus dados
    Janaina Favaro
    blog Versos Íntimos
    @janfavaro

    ResponderExcluir
  20. “Se estivesse no lugar da Julie, como você seria solteira?
    Viajaria muito, iria a todos os shows possíveis, daria atenção a minha vida profissional e com toda certeza, paqueraria muito!

    Monique Karen da Silva Melo

    Monique Melo

    @monique_melo

    ResponderExcluir
  21. Sobre o livro: eu gostei da sinopse e sua resenha destaca o quanto ele é divertido, mas concordo com você: nada a ver associar a infidelidade com o Brasil. Mancada Master! =/

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber a sua opinião, por isso, fique a vontade para expressá-la! Mas se ela for ofensiva, não iremos aceitá-la! =D

Projeto Lendo a estante #1

Eu tenho o blog desde 2010, e desde então começou minha compulsão por comprar livros e mais livros e nunca acabar mais. Hoje me vejo com seg...