terça-feira, 19 de abril de 2011

Tormenta - Lauren Kate











Título Original: Torment
ISBN: 9788501089632
Editora: Galera Record
Páginas: 392

ATENÇÃO: Esta resenha contém spoilers para aqueles que não leram Fallen.

Sinopse: Enquanto Daniel está caçando os anjos que querem matar Luce, ela começa a aprender a utilizar as sombras como janelas para suas vidas passadas em Shoreline, sua nova escola. Lá estão alunos com talentos únicos: nefilins, filhos ou descendentes de relacionamentos entre anjos e mortais... Logo Luce está certa de que Daniel está escondendo um segredo mortal, e começa a questionar as consequências desse amor proibido.

O livro começa com um prólogo um pouco perturbador, mas de extrema importância para o desenrolar de todo livro. Por isso começo esta resenha com um pequeno aviso: prestem bastante atenção no prólogo! Neste, vemos Cam e Daniel trabalhando em conjunto após ser firmada uma trégua de dezoito dias, nos quais ambos deverão não lutar entre sim, mas sim tentar proteger Luce e acabar com aqueles que estão atrás dela.

Logo após somos transportados ao reencontro de Daniel e Luce na Califórnia, mas enquanto esta achava que finalmente poderia desfrutar de tempo com seu namorado, ele informa que ela terá que ir para uma nova escola - Shoreline -, durante algumas semanas, a fim de que ela possa ficar protegida enquanto ele tenta caçar aqueles que buscam fazer mal a ela.

Contudo, ele não explica bem a Luce o que está acontecendo - o receio de que ela possa entrar em combustão persiste em seus pensamentos, afinal, em tese, ela não pode saber nada demais sobre sua vida e suas reencarnações através de um anjo - mas é exatamente o fato de ele não contar nada a ela que a leva a buscar as respostas por conta própria.

E Tormenta gira exatamente em torno não apenas da adaptação de Luce a nova escola, mas também sobre a busca pelo autoconhecimento, por suas vidas passadas, por respostas que ninguém quer lhe dar.

Preciso, aqui, dar bastante crédito a protagonista da estória, pois ela não ficou sentada esperando Daniel, como ele havia pedido. Ela soube questionar, buscar, se arriscar atrás daquilo que queria, ainda que tenha feito uma besteira ou outra no percurso.
"- Tire tudo isso da sua cabeça. Você não sabe o que pensa que sabe.
A decepção inundou o corpo de Luce. Ele ainda estava tratando-a como uma criança. Um passo para frente, dez para trás."
Apesar de termos várias das perguntas levantadas em Fallen respondidas, Lauren Kate conseguiu fazer-nos criar novos questionamentos, bem como deixou no ar ainda algumas respostas cruciais surgidas em Fallen. Por isso, desde já alerto que se você ficou aborrecido pela ausência de respostas neste, provavelmente não ficará muito feliz com Tormenta.

Contudo, ela também deixou inúmeras pistas ao longo da narrativa, não apenas verdadeiras, mas também algumas pegadinhas, que se você não estiver atento poderá assumir uma resposta errada, e isso eu achei genial da parte dela. Tais pistas estão atualmente queimando em meu cérebro...fico pensando loucamente em várias teorias sobre o que pode estar realmente acontecendo!!

Quanto a narrativa em si, Tormenta é mais dinâmico do que Fallen, de maneira que a leitura foi mais rápida. A estória neste livro contém uma mescla maior das partes de ação, romance e mistério.

Em relação aos novos personagens, meu coração foi fisgado por Miles (#suspiros)!! Ele é um amigo maravilhoso para Luce e super fofo!! Também adorei a Shelby!! Apesar de seu jeito antipático para com Luce no início do livro, ela revelou-se uma amiga verdadeira e fiel, sem contar o senso de humor e o sarcasmo dela que geram boas risadas.
"[...] Shelby apareceu ao lado de Luce e Miles.
- Exatamente quão discreta você acha que eu preciso ser enquanto enfio setenta e três cabeças não Nefilim nos banheiros da cabine?
- Você é má - Luce riu, e depois olhou-a novamente quando Shelby estendeu o prato de antepastos. - Olha quem está dividindo - disse Luce. - E você se considera uma filha única.
Shelby puxou o prato de volta para si depois de Luce servir-se de uma azeitona.
- Hmm, bem, não se acostume com isso em nada."
Agora finalmente chego a parte que muitas pessoas procuram saber: Daniel e Cam. Bem, para não estragar a surpresa, vou apenas dizer que eles aparecem bem mais do que eu esperava, principalmente Daniel! *____________*
"Começaram a se mover para trás, suavemente como patinadores do gelo. Daniel deslizava sobre a água, segurando Luce nos braços. Ela ofegou quando a espuma da primeira onda roçou em seus dedos. Daniel riu e levantou-os um pouco mais. Mergulhou-a para trás. Girou-os em círculos. Estavam dançando. Sobre o oceano. [...]
- Obrigada - sussurrou.
Sua resposta foi um beijo. Ele a beijou suavemente no início. Na testa, depois no nariz e, finalmente, encontrou o caminho dos lábios dela."
Já os demais anjos que apareceram no primeiro livro, Ariane, Gabbe, Molly e Roland, todos eles terminam por aparecer em Tormenta, mas uns mais do que os outros...cada aparecimento está atrelado a algum detalhe crucial da estória! Preciso dizer minha felicidade quando Ariane apareceu...
"A garota pequena abriu um sorriso para Luce enquanto deslizava através da multidão. Com plataformas de 12 cm de altura, o cabelo preso de um jeito louco e olhos mergulhados em delineador escuro, Ariane se misturava muito bem à clientela estranha [...]".
O final do livro simplesmente deixará você puxando os cabelos pela continuação, Passion! Fiquei muito revoltada - de um jeito bom - em como o livro terminou e estou ansiosíssima pelo terceiro livro....preciso de Passion urgentemente! #comofaz

PS.: Omiti propositalmente as páginas dos trechos a fim de que cada evento seja realmente uma surpresa ao longo da estória. =D


2 comentários:

  1. Achei o ritmo de Fallen muito devagar. Acho que vou dar uma chance a Tormenta agora que sei que o ritmo é melhor =D

    ResponderExcluir
  2. Eu nao queria ler esse livro, mas depois dessa resenha eu to com uma enorme vontade de ler.

    Culpa sua Carol!! kk

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber a sua opinião, por isso, fique a vontade para expressá-la! Mas se ela for ofensiva, não iremos aceitá-la! =D

Projeto Lendo a estante #1

Eu tenho o blog desde 2010, e desde então começou minha compulsão por comprar livros e mais livros e nunca acabar mais. Hoje me vejo com seg...