quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Especial Alma e Sangue - II Parte - O Império dos Vampiros

Continuando nosso especial, apresento hoje o segundo livro da série Alma e Sangue, “O Império dos Vampiros”. ATENÇÃO: Contém spoilers para quem não leu o primeiro livro. Sinopse:
O inesperado encontro com Jan Kman, no sótão de um casarão abandonado em São Luiz, mudou a vida de Kara Ramos para sempre. Quando Kara decide narrar essa história, tem seu manuscrito roubado, e os segredos de um reino legendário passam a correr perigo.
Agora, o rei Ariel Simon precisará da ajuda de Kara e Jan para manter a sua coroa, mas nem tudo é o que parece ser, e mesmo uma criatura milenar não escapará das batalhas e intrigas para garantir que o segredo dos vampiros não seja revelado aos mortais. "O império dos vampiros" é o segundo volume da saga "Alma e Sangue", que teve início com "O Despertar dos Vampiros" e continua em "O Pacto dos Vampiros".
“O Despertar do Vampiro” nada mais é do que um manuscrito escrito por Kara, cinco anos após sua transformação em vampira, para revelar à sua família toda a verdade sobre o que lhe aconteceu, o que não ocorre como planejado, pois ao final do livro ficamos cientes de que Kara foi sequestrada.

E é a partir desse sequestro que iniciamos a aventura no segundo livro, só que em Paris, quando Jan sente o fraco pedido de socorro de Kara. O rapto dela, assim como de seu manuscrito, ameaçam todo o mundo vampírico, o que faz com que o próprio Ariel Simon, Rei dos vampiros, e os representantes dos demais poderes, tenham que ir a São Luis do Maranhão para lidar com as consequências disso.

No segundo livro da série, acompanhamos o sofrimento e as tentativas de Kara de escapar do seu raptor, Graco, um meio-vampiro que guarda um segredo capaz de condenar a existência de um poderoso vampiro e que almeja, através de Kara, conseguir chegar ao trono do Rei dos vampiros.
Enquanto isso, Jan, Ariel, Otávio e Asti vão em busca de Kara, mas encontram em seu caminho Vitor, que após ser infectado pelo sangue da maior inimiga dos Poderes e morrer, renasce como um vampiro amaldiçoado e infecta Ariel, condenando-o a morte. Agora, mais do que nunca, torna-se imprescindível encontrar Kara, pois ao que tudo indica só o seu sangue será capaz de curá-lo.

Somos apresentados, aqui, a vários outros personagens e submergimos completamente no mundo vampírico criado por Nazarethe ao conhecer toda a dinâmica dos cinco poderes: o Rei, o Livro, a Ordem dos Pacificadores, o Conselho e os Lordes. E uma coisa eu lhes digo: que dinâmica fantástica! Pra quem tiver maior interesse e curiosidade, ao final desse post, vou colocar uma explicação dada pela própria Nazarethe sobre os cinco poderes.

Em “O Império dos Vampiros”, embarcamos numa aventura de grandes proporções, com muita ação, traição, conflitos políticos, reviravoltas inesperadas de enlouquecer qualquer um (e quando eu digo inesperadas, não exagero…preparem seus corações), além do romance.

Mas, o que mais me chamou a atenção, foi a parte histórica desse livro, constante na Unidade II. Esta unidade conta como surgiu o Império dos Vampiros, começando no Egito Antigo, onde conhecemos Radamés, passando por Roma, Idade Média, até o momento presente do livro.

A estrutura do mundo vampírico montado por Nazarethe me deixou boquiaberta, além de muito curiosa, vale muito a pena conferir!! Acho que todo esse passado mereceria, inclusive, um livro, ou até uma série de livros só pra ele…(detalhe: a própria Nazarethe já me disse que tem vontade de escrever sobre alguns dos anciãos – os primeiros vampiros, que não mais existem no plano físico).

Mas é claro que não posso deixar de falar do romance de Jan e Kara!! Pensaram que esqueci?! Nesse livro, a relação deles é mais uma vez ameaçada, não apenas pelo sequestrador de Kara, mas também pelo fato dela ter cometido um crime grave - punível com a morte, registre-se - contra os poderes ao revelar existência dos vampiros no manuscrito, bem como por ter dado amostras de seu sangue a Vitor para estudo.

Para completar a lista de ameças, deve-se incluir, ainda, o próprio Rei, Ariel Simon, que precisa beber do sangue de Kara para sobreviver, o que pode matá-la ou torná-la rainha e companheira de Ariel, arruinando de um jeito, ou de outro, sua relação com Jan.
“- Merde! Para de bancar a humana comigo. Na escala hierárquica, está sob meu comando. Mentiu, escreveu um manuscrito, deu amostras de seu sangue. Olhe para mim, Kara. Sou um vampiro e você é minha pupila, minha amante. Eu lhe dei a vida eterna, e isso é um contrato assinado com sangue. […] Ele perdeu a paciência. Estava atormentado com a possibilidade de vê-la sofrer nas mãos dos Poderes, ou pior: ser possuída por Ariel. Lá fora não era mais seguro, quanto tempo levaria até serem encontrados? […]”
Nazarethe joga várias pistas durante o livro sobre o passado e o futuro de Kara, deixando-nos ansiosos para saber quem ela realmente é; até que ponto seus poderes como vampira podem alcançar e o que o acontecerá com ela quando for apresentada aos poderes nos seus cem anos.

Preciso confessar que me irritei muuuito com Kara nesse livro e me apaixonei ainda mais por Jan… mas confesso que também fui encantada por Ariel – e não me chamem de traíra por isso - deixem só eu mostrar porquê:
“A jovem virou o rosto suavemente e encontrou os olhos do vampiro sobre si. Cobriu-se instnitivamente e constatou que seu cliente era mais bonito do que supunha. […] Ariel sentou na banheira para contemplar sua beleza desnuda. O desejo era indisfarçável no olhar fascinante. […] Finalmente, alcançou sua mão para beijar a palma expressando suas intenções. Ela tremeu. - Acalme-se, veio aqui para sentir prazer – depositou um beijo na orelha pequena e delicada – Não haverá medo e posso lhe garantir que, se houver dor, ela será minimizada ao mínimo. […]”
Pra terminar, só digo isso: o final do livro vai deixar vocês – fãs do Jan Kmam - morreeeeeeeeeeeeeeeendo de raiva e loucos para ler a continuação em “O Pacto dos Vampiros”, cujo lançamento está previsto para outubro de 2010.

ANEXO – Conheçam os cinco poderes:

O Rei – É o primeiro poder e a figura mais importante do mundo vampiro. Seu poder está acima de todos os outros. Suas decisões podem se sobrepor às dos demais Poderes, mas para isso elas precisam estar dentro das leis do mundo vampiro. Ele tem deveres e direitos.

O Livro – É o segundo poder, um dos principais do mundo vampiro. Ele é vivo e, ao lado do Rei, representa uma força única de poder. O Livro e o Rei estão unidos pela mente e pelo sangue. O Livro age por vontade própria, previne o Rei e o protege de seus inimigos ligando-se à sua mente. O Livro é protegido pela Ordem dos Pacificadores e pelos Zeladores.

A Ordem dos Pacificadores – Consiste numa força armada e protetora do Rei e do Livro. Um exército armado capaz de defender os Poderes. Contam com um líder que se reporta diretamente ao Rei. Eles se dividem em Pacificadores, Pacificadores-Guardadores, Sentinelas e Vigilantes.

O Conselho – Dá voz aos vampiros e permite que eles participem das decisões do Rei e do Livro. Para pertencer ao Conselho é preciso ter cem anos ou permissão do mestre. Pelo Conselho, os vampiros decidem tudo por meio do voto, embora não sejam unidos. Quem não concorda com as deliberações do Conselho fica como observador, mas tem direito a voto.

Os Lordes – Têm o sangue mais antigo do mundo vampiro. Eles conseguiram sobreviver ao tempo e manter sua lucidez. São poderosos e fortes, e tomam decisões visando somente à manutenção dos Poderes.

Fonte do Anexo: Blog Alma e Sangue

4 comentários:

  1. Ótima resenha!!!

    Mais um livro na minha lista!!!

    :D

    ResponderExcluir
  2. Tô louca para ler essa série de livros... especialmente pq a Nazarethe é um amooooor! Sempre tão atenciosa! Já está na minha listinha! ^-^
    Não li a resenha inteira, Carol, para não ver spoilers, mas o blog, como sempre, arrasando!
    Beijão! Fiquem com Deus, meninas!♥

    ResponderExcluir
  3. muito interessante \o/

    Adorei a resenha.

    beeeijo

    ResponderExcluir
  4. Ai, ai queroooo ler a série!!!

    Pelo que li na resenha, esse vai ser outro livro que não vou gostar da mocinha e me apaixonar pelo mocinho
    *----*

    Ótima resenha Carol. ;)

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber a sua opinião, por isso, fique a vontade para expressá-la! Mas se ela for ofensiva, não iremos aceitá-la! =D

Projeto Lendo a estante #1

Eu tenho o blog desde 2010, e desde então começou minha compulsão por comprar livros e mais livros e nunca acabar mais. Hoje me vejo com seg...