quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Halo - Alexandra Adornetto










Título Original: Halo
Editora: Agir
ISBN: 9788522012213
Páginas: 472
Compre: Submarino / Siciliano

Bom Tarde, leitores! Depois de muitas críticas e dicas cinematográficas, que tal um bom livro para se deliciar nesse fim de ano ou quem sabe dar de presente a alguém que você gosta?!

Trago hoje para vocês a resenha de um dos maiores lançamentos desse ano, seja aqui no Brasil, seja fora, de uma jovem autora que está causando euforia, Halo, de Alexandra Adornetto. Sei que já trouxemos para vocês um montão de informações sobre esse livro, mas que tal o conhecermos mais a fundo, bem como a opinião de quem o leu?! A seguir a sinopse e depois a resenha, enjoy:
Três anjos são enviados à Terra com planos de se misturarem aos humanos para assegurar a paz e trazer a bondade. Gabriel, o Herói de Deus, um antigo guerreiro que se disfarça de professor de música; Ivy, serafim abençoada com poderes de cura; e Bethany, a mais nova e inexperiente do grupo, enviada como uma jovem estudante para aprender sobre a humanidade. Após Bethany se encantar com a vida humana, ela começa a viver todas as experiências de uma adolescente normal, até se apaixonar por um rapaz e coloca toda a missão em risco. As forças do mal se aproveitarão dessa situação para pôr seus planos malignos em prática. Um romance de tirar o fôlego, que responderá a pergunta: será que o amor é forte o suficiente para vencer as forças do mal?
A primeira palavra que me veio a cabeça para descrever este livro foi: doce. Uma história de amor daquelas de te fazer suspirar e encher seus olhos de lágrimas constantemente.

Bethany, Ivy e Gabriel são três anjos que chegam a Venus Cove com a missão de restaurar a fé da comunidade, fazer as pessoas enxergarem aquilo que é bom e apreciar os reais valores humanos, como amor, solidariedade, compaixão, etc., bem como manter distante as forças malignas que estão ameaçando mais do que nunca a humanidade.

Mas para tal tarefa, eles precisam misturar-se aos humanos, viver com e como eles, sem revelar sua real identidade.

Enquanto Ivy e Gabriel já possuem milhares de anos de existência e, portanto, já sabem o que esperar ao assumir a forma humana, Bethany é um anjo da "nova geração", com apenas dezessete anos e que se encanta com tudo aquilo que a humanidade é capaz de oferecer, não havendo como não se envolver. Ela quer conhecer e experimentar tudo.

Ocorre que isso foge dos limites quando ela conhece Xavier, um dos melhores alunos e representante da escola em que ela estuda. Um rapaz que já passou por tanto sofrimento, mas que nem por isso perdeu a fé e que vê em Bethany uma chance de amar novamente. O amor deles é tão puro e doce que não há como não se encantar.

Enquanto o relacionamento deles se desenvolve, problemas surgem tanto no âmbito familiar de Bethany, que veem nesse seu relacionamento um grave problema, como na própria Venus Cove, quando um rapaz misterioso e conquistador surge ameaçando aqueles que Bethany ama.

A leitura do livro é tranquila e gostosa. Quanto a história em si, ela não tem nada de muito diferente dos livros de romances sobrenaturais que vemos por aí. Inclusive, as semelhanças com Crepúsculo são muito palpáveis e fáceis de identificar, seja nas descrições da família de Bethany (Ivy e Gabriel), seja no relacionamento de Bethany e Xavier.

Bethany é o tipo de mocinha frágil, que faz umas besteiras de vez em quando, mas pelo menos elas são justificáveis no universo do livro, afinal, ela é um anjo que acabou de chegar a Terra e ainda está se acostumando com o corpo físico, e a viver e sentir as emoções humanas. Mas o legal foi ver um ponto de vista diferente do que estamos acostumados, pois aqui, a mocinha é que é o ser sobrenatural e é ela quem narra, o que dá uma perspectiva diferente aos olhos do leitor.

Os personagens não são também tão complexos, assim como o vilão é facilmente identificável. Na minha opinião, o melhor personagem é Gabriel, irmão de Bethany, um arcanjo poderosíssimo que já viveu tempo demais para ver as coisas do nosso mundo e além, mas que tem momentos em que é possível vislumbrar nele a influência da humanidade:
"Gabriel parou bruscamente, e eu o larguei, caindo com um baque na areia molhada. Ele pegou umas tiras pegajosas de algas e atirou-as em Ivy, acertando-a em cheio no rosto. Ela cuspiu quando sentiu o gosto amargo e salgado de sargaços na boca.
- Espere só - cuspiu ela - Você vai se arrepender disso!
- Acho que não - provocou Gabriel - Primeiro você vai ter que me pegar." (Página 67)

"- Nada é mais encantador do que uma jovem com uma admiração saudável por comida - disse Gabriel.
O comentário me surpreendeu, pois jamais ouvira meu irmão expressar qualquer opinião sobre o que era atraente nas mulheres. Ele costumava ser totalmente imune a qualquer tipo de encanto feminino, não prestando a mínima atenção nisso." (Página 314)
Mas ainda que a história seja previsível, a forma como Alexandra escreve deixa você preso a ela, torcendo, chorando, rindo, se desesperando, ansiando por um final feliz.

Pra deixar vocês com um gostinho na boca, vou citar alguns trechos:
"- Quem falou em relacionamento? Além disso, a gente não tem que dividir tudo; não é como se fôssemos casados.
- Quer casar comigo? - perguntou Xavier fazendo alguns rostos se virarem para nós. - Tinha pensado que começaríamos devagar para vermos como as coisas iam, mas caramba!
Revirei os olhos.
- Fale baixo, ou serei obrigada a lhe dar um peteleco.
- Ah - caçoou ele. - A pior ameaça. Acho que nunca levei um peteleco antes.
- Está sugerindo que não consigo machucar você?
- Pelo contrário, acho que você tem o poder para fazer um grande estrago." (Página 151)
E então?! Ficaram curiosos?! Qual a opinião de vocês?! Comentem!

7 comentários:

  1. Otima resenha carol...

    Tenho lido varias resenhas negativas desse livro, mas eu nao desanimo, pois cada um tem uma opinião.

    ResponderExcluir
  2. Tô louca para ler esse livro, mesmo lendo um monte de gente falando mal. Acho que estou mesmo me rendendo a moda dos "anjos". hehe
    Adorei sua resenha, Carol!!!
    Um beijão!

    ResponderExcluir
  3. A resenha ficou ótima =D

    Nossa, eu sempre achei a capa desse livro muito fofa *_____*

    ResponderExcluir
  4. Ainnn, eu tenho esse livro. Estou colocando a leitura em dia... Vou ver se começo a ler depois de Fallen. Maravilhosa a resenha, Carolzinha =*

    ResponderExcluir
  5. Eu comprei o livro, mas ainda não o li. Me desanima um pouco essa semelhança que você menciou com Crepúsculo, pois não gostei da série e realmente espero que o livro me surpreenda de alguma forma. Ótima resenha. Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Não gostei desse livro, muito água com açúcar e não acho que merece toda essa "divulgação" nele, tem muitos livros melhores dessa editora que estão escondidos = fato

    ResponderExcluir
  7. Esee livro foi o mais lindo que eu já li..... Amei

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber a sua opinião, por isso, fique a vontade para expressá-la! Mas se ela for ofensiva, não iremos aceitá-la! =D