terça-feira, 5 de abril de 2011

Lorde do Deserto - Diana Palmer (Maratona de Banca #2)















 Autora: Diana Palmer
 Editora: Harlequin
3º livro da serie Hutton




Sinopse: "Gretchen deixou Jacobsville para uma viagem ao lado da amiga Maggie, que assumiria o cargo de secretária do governante do Quawi. No entanto, Maggie desistir do emprego para voltar para casa e sugeriu que Gretchen assumisse o lugar dela. Ao conhecer Phillipe, soube que ele precisava de uma mulher experiente que desempenhasse um papel maior que o de secretária, que pudesse fingir ser sua amante, para acabar com especulações que colocavam em risco o país dele. E o sheik não esperava uma jovem impulsiva, corajosa, determinada a arriscar-se por ele. A missão era difícil, mas Gretchen era do tipo que realizava milagres..."

Já imaginou fazer uma viagem com uma amiga e, de repente, conhecer um lindo sheik e ir trabalhar com ele? Foi isso que aconteceu com Gretchen. Mas, como todo livro da Diana Palmer, essa estória não foi o tempo todo um mar de rosas...

Esse livro faz parte das series Hutton e Homens do Texas. Quem lê Diana Palmer sabe que ela gosta de entrelaçar os personagens das series que escreve, principalmente Homens do Texas. Já perdi a conta de quantas estórias da autora tiveram, pelo menos, uma cena na cidade de Jacobsville, Texas.

Como Lorde do Deserto faz parte de uma serie, vou explicar algumas coisas que aconteceram nos livros anteriores para facilitar o entendimento: Phillipe apareceu no primeiro livro da serie Hutton, Uma Vez em Paris, como vilão. Mas no decorrer da estória percebeu-se que de vilão ele não tinha nada. No entanto, ele se apaixonou pela mocinha do livro, Brianne, mas esta acabou se casando com Pierce Hutton.

Bom, expliquei essa paixão de Phillipe por Brianne porque ela e Gretchen são muito parecidas. Ou seja, a atual paixão do sheik é a cara da mulher que ele queria, mas que o trocou por outro. Claro que Gretchen, ao descobrir sua semelhança com Brianne, iria desconfiar da sinceridade dos sentimentos de Phillipe e se sentir traída.

Phillipe se aproxima de Gretchen sem revelar que ele é o sheik do Quawi. Eles fazem amizade antes que ela saiba que ele será o chefe dela quando chegarem  ao país dele. Na parte do livro que se passa no Quawi ele usa aquelas roupas dos sheiks dos filmes e até atravessa parte do deserto com uma caravana.

O vilão dessa estória se chama Brauer. Ele aparece desde o primeiro livro da serie e é padrasto de Brianne. Ele é um terrorista e a briga para prendê-lo converte-se em uma verdadeira guerra.  

Achei muito engraçado o apelido que Gretchen deu para um dos guarda-costas de Phillipe: Elvis. Detalhe: Ela falava todo tipo de coisa na frente dele porque achava que ele não sabia falar inglês. Mas ele sabia =D

O livro é bom. Gostei dos personagens e achei que Gretchen é uma das melhores mocinhas que a Diana Palmer já escreveu. Ela não é chorosa como as outras.

Vou encerrar a resenha citando uma frase muito legal dita por Phillipe. Espero que algum governante leia isso:

— "Também cresci na pobreza — confidenciou ele. — Por isso preciso fazer o que puder para que meu povo escape dela. A chave é a educação, Gretchen. É preciso que haja escolas, bons professores e a última tecnologia, sobretudo computadores".

12 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA GRAZIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII
    eu nao li esse :S
    mimimi
    hahahahaha

    nao li a resenha toda, mas o que eu eu li tá mais que ótemo!
    e Diana Palmer é MEGA DIVA e seus Texanos são MEGA DIVOS *-*
    meu sonho é ir p Jacobsville :D


    hahahahaha


    beijo

    ResponderExcluir
  2. Histórias de sheiks nunca me atraíram, mas depois de ler a frase final da resenha, acho que vou querer conhecer Phillipe.
    Bj
    @Mariskal

    ResponderExcluir
  3. Que lindo. Todo mundo fala muito bem desse livro!!

    Mas essa semelhança das duas é só física mesmo??

    Não sou muito fã de sheiks mandões e arrogantes, mas esse parece q nem é tanto assim. Vou querer ler a série!

    Gosto da DP!!

    Ótima resenha. Tudo bem explicadinho ;)

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua resenha, deve ser complicado ler um sem ter lido os outros até p entender a historia toda... Amei a frese do final...

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Nanda, a semelhança é física mesmo.

    As duas tem mais coisas em comum, como teimosia e tal, mas a maior semelhança é a física mesmo.

    =*

    Que bom q vc curtiu a resenha =D

    ResponderExcluir
  6. Affy...e haja livro de banca p ler...é mta coisa, gente!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!! Esse parece ser mto bom!! Mas estou descobrindo esse mundo aos poucos...pq. se não enlouqueço!!

    O.O

    ResponderExcluir
  7. Esse livro é um dos melhores da Diana Palmer. Eu não sou muito fã dela, mas esse é bem interessante.

    bjokas

    ResponderExcluir
  8. Não sou fã desse tipo de livro, mas fiquei com vontade de ler esse, vou colocá-lo na minha lista de leitura.
    Beijos, Andreia C.

    ResponderExcluir
  9. Esse eu ainda não li mais parece ser bem interessante. Fiquei curiosa para saber como será o final desse livro pq o cara se apaixonar pela mocinha só pq a lembra a outra é muito esquisito, rs

    Artesanatos, Livros e Outras Coisas
    http://natalyartesanato.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Grazi!!!
    Esse também foi meu livro da maratona deste mês, e eu AMEI!!!
    Adorei o jeito de ser da Gretchen uma mocinha no minimo interessante.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Um CLÁSSICO dos romances de banca... eu tenho a versão publicada pela Nova Cultural que só comprei depois que li os ebooks, mas estou ficando tentada a comprar a série toda que está sendo lançada pela Harlequin... coisas de viciada.

    E Grazi é por aí mesmo... a Gretchen é uma das melhores mocinhas da Diana.

    ResponderExcluir
  12. Oie amiga,conto com participação esse mês no Maratona de Banca, o tema é com livro sobrenatural.

    http://maratonadebanca.blogspot.com/2011/06/resenhas-para-o-mes-de-junho.html

    Beijos
    Lulu -Blog Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber a sua opinião, por isso, fique a vontade para expressá-la! Mas se ela for ofensiva, não iremos aceitá-la! =D

Projeto Lendo a estante #1

Eu tenho o blog desde 2010, e desde então começou minha compulsão por comprar livros e mais livros e nunca acabar mais. Hoje me vejo com seg...