sexta-feira, 20 de maio de 2011

Livro x Filme : O Exorcista

O Livro:

O Exorcista foi lançado em 1971, foi escrito por William Peter Blatty e se tornou um dos melhores livros que já li na minha longa vida.

O Exorcista é um livro injustiçado nos dias atuais, muita gente tem receiro de ler por causa do filme, e eu mesma tinha preconceito com o livro, mas cada um tem que ler e tirar suas próprias conclusões.

O livro é narrado em terceira pessoa, e sendo sincera não me assustou, e eu sou uma menina muito medrosa. A história começa com acontecimentos estranhos na casa da atriz Chris Mcneil, e sua filha Regan começa a adquirir um comportamento agressivo. Então, a mãe recorre aos médicos que nunca dão uma resposta satisfatória para o o caso, a medida que a menina só piora, apresentando feições grotescas e mudanças de voz, chegando a se intitular o próprio demônio.

Chega uma parte no livro onde Chris recorre ao Padre Karras, um padre que também é um psiquiatra e vive com a culpa pela morte de sua mãe, não acreditando em exorcismos. Mas, diante das provas, recorre ao ritual, contudo, não é qualificado para o mesmo, entrando em cena o Padre Merrin, o Exorcista que da nome ao livro.

A narrativa do livro é dinâmica, o que faz você querer ler compulsivamente, e se você - assim como eu - não assistiu o filme antes de ler o livro, a tensão do que vai acontecer é constante durante a leitura. As cenas são bem descritas o que te deixa no clima do livro, fazendo você se desligar do mundo ao redor.

Infelizmente, O Exorcista não tem edições novas sendo lançadas no Brasil, a que eu li foi comprada em sebo. Um desperdício para um livro tão bom.

Nota:


O Filme:



Título original: (The Exorcist)
Lançamento: 1973 (EUA)
Direção: William Friedkin
Atores: Ellen Burstyn, Max von Sydow,Jason Miller,Linda Blair, Lee J. Cobb, Kitty Winn.
Duração: 123 min
Gênero: Terror

O Exorcista, o filme, foi lançado em 1973 e foi dirigido por William Friedkin. Já o roteiro foi feito pelo próprio William Peter Blatty, que fez o roteiro mais bem adaptado de toda a história do cinema, pelo menos pra mim.

O filme tem a mesma atmosfera do livro, a trilha sonora dá o clima para o começo daquele, sendo que no filme as coisas tem um poder maior para assustar do que o livro, mesmo eu tendo me preparado psicologicamente para assistir ao filme.

Gosto muito do elenco, Linda Blair que faz a Regan é excepcional, as cenas dela possuida te dão um medo e te fazem pensar para aonde foi parar aquela menina doce e inocente que aparece no começo do filme. A maquiagem feita nela, para a época, era inovadora e muito assustadora, descreve exatamente o que aparece o livro - o que tornou Regan num dos personagens mais assustadores de todos os tempos. Outra coisa excepcional nesse filme é o Som, as mudanças de voz que a Regan faz são feitas com maestria, até em filmes recentes de Exorcismo não possuem efeitos de Som tão bons.

O Elenco do filme é muito bom também, Max Von Sydow, que faz o Padre Merrin, e Jason Miller, que faz o Padre Karras, trazem um pouco da carga dramática para o filme, porém,  Ellen Burstyn, que faz Chris Mcneil, é a personagem que mais te dá pena...é triste ver o sofrimento de uma mãe que não consegue ajudar seu filho, é realmente tocante. Linda Blair até afirmou que por causa do exorcista nunca iria ter filhos, para não sofrer como a Chris.

O Exorcista ainda é o único filme de terror que concorreu ao Oscar de melhor filme, tendo levado 10 indicações no total, venceu duas: Melhor Roteiro Adaptado, óbvio, e Som.

Nota:



Adaptação:

5 comentários:

  1. Confesso que eu sou mto medrosa e só assisti ao filme quando adulta. Mesmo assim,fiquei uma semana sem conseguir dormir! hahahaha

    Não adianta, fico muito impressionada com essas coisas, acho que precisaria ver de novo. Agora, ler... Não sei se arrisco, sinceramente. rsrs

    bjos!

    ResponderExcluir
  2. não sabia q tinha livro d'O exorcista :O sempre achei q eram soh filmes e eu morro de medo de assistir ç.ç

    --
    hangover at 16

    ResponderExcluir
  3. Sempre assistir filmes desse gênero com meu irmão. Gosto dos efeitos especiais e pensar nos limites entre real e ficção. Seria interessante ter acesso ao livro, acredito que os livros são melhores que os filmes adaptados, até pelo cenário imaginativo. Gostei do post.

    ResponderExcluir
  4. Também sou muitoo medrosa e não gosto deste tipo de gênero..rsrs..

    Estou te seguindo ;)

    Bjs
    espacoeditorial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Tubular Bells is the music used in the soundtrack of The Exorcist, the debut record album of English musician Mike Oldfield, recorded when he was 19.

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber a sua opinião, por isso, fique a vontade para expressá-la! Mas se ela for ofensiva, não iremos aceitá-la! =D