terça-feira, 20 de setembro de 2011

Cowboys e Aliens (novelização) - Joan D. Vinge








Gênero: Romance; aventura; ficção;
Autora: Joan D. Vinge, baseado no roteiro de Roberto Orci, Alex Kurtzman, Damon Lindelof, Mark Fergus e Hawk Ostby, e na história de Mark Fergus, Hawk Ostby e Steve Oedekerk;
Editora: Galera Record;
ISBN: 9788501095664
Páginas: 365
Compre: Saraiva / Travessa

Sinopse: Um homem sem passado. Um coronel implacável. Fora da lei e guerreiros apaches. Unidos contra um inimigo comum.

Oláaaaaaaaa, pessoal!!! Tudo bem com vocês?! Aqueles que acompanham o blog devem ter percebido toda minha empolgação com o lançamento da HQ, do livro e do filme de Cowboys e Aliens aqui no Brasil!

Primeiramente eu fiz a análise do romance gráfico (graphic novel) - para conferir, basta clicar AQUI - e agora eu trago para vocês o livro (novelização; romance) que foi escrito pela Joan D. Vinge, uma escritora de ficção científica norte-americana (O Feitiço de Áquila, Perdidos no Espaço, A Rainha de Gelo, etc.), baseado no roteiro do filme que, por sua vez, foi inspirado graphic novel.
Posso afirmar que, para mim, Cowboys e Aliens foi uma surpresa. Isso porque eu tenho muitos receios quanto a ler um livro baseado em um roteiro de filme (minhas experiências anteriores não foram tão boas), pois não são todos os autores que conseguem pegar este, aprofundá-lo, preencher as lacunas e amarrar a história de forma a torná-lo um todo conciso, coerente e uma história envolvente - ainda mais com essa loucura toda que é Cowboys e Aliens -, mas a autora conseguiu fazer isso e muito bem por sinal!

A história começa com um cowboy sem memória perdido no meio do deserto - que é o palco impiedoso desse romance -, o qual consegue sobreviver e chegar a uma cidadezinha quase abandonada, chamada Absolution. Lá ele começa a descobrir coisas sobre seu passado, bem como a encontrar inimigos, de maneira que não demora muito até ele estar em apuros, principalmente depois de conhecer uma forasteira mais intrigante ainda.

Contudo, tudo isso fica para trás quando a cidade é atacada por alienígenas, os quais sequestram as pessoas no meio do caos e o misterioso cowboy parece ser o único capaz de realmente lutar contra eles. Mas ele nem sequer sabe o que deve fazer e está perdido demais em seus próprios problemas. Assim, cada pessoa que encontra uma razão para lutar decide unir-se a jornada de ir em busca daqueles que foram sequestrados, bem como tentar destruir os alienígenas. Acontece que essa jornada não será nada fácil, principalmente quando os alienígenas não são os inimigos com os quais eles devem se preocupar.

Muito embora a hstória possa parecer à primeira vista um verdadeiro "bang bang", não se engane. Esta é uma ficção científica que contém de tudo: intrigas, aventuras, mistérios, amizade e, principalmente, romance. O que, somado a personagens extremaente cativantes, e um cenário lindo e pitoresco, não poderia deixar de compor uma história cativante e de tirar o fôlego.

Além do misterioso e desmemoriado cowboy e da misteriosa forasteira que parece conhecer todo mundo muito bem, temos um coronel que leva a cidade a rédeas curtas, mas é atormentado pelo passado, um filho baderneiro que não respeita ninguém; um médico que é dono do saloon e vive frustrado, mas que ama sua mulher e por isso aguenta tudo; um xerife justo e seu neto que sofre pela perda da mãe e abandono do pai, mas que quer provar seu valor; um padre bastante sábio; um cachorro; e tantos outros, mas estes são aqueles que realmente vão te acompanhar nessa jornada.

O cenário de tirar o fôlego do deserto norte-americano foi uma das maiores surpresas para mim, pois eu não imaginava que um livro baseado num roteiro fosse ser tão descritivo. Eu esperava ação e aventura o tempo todo, mas fui pega desprevenida com a quantidade de descrições - muito bem colocadas, é importante deixar claro -, assim como de momentos de introspecção dos personagens e até de crescimento pessoal destes. O que para alguns, ressalte-se, pode ser um pouco cansativo.

Ou seja, esse livro é uma verdadeira jornada, uma aventura, movida pela necessidade comum de sobrevivência e de amor por aqueles que fazem parte da vida deles e que lhe foram tirados. Está mais do que recomendado, principalmente se você quer fugir do comum.

Eu ainda não vi o filme, pois queria primeiro concluir o livro, mas tenho a impressão de que acharei este muito melhor! Enfim, pode deixar que farei aqui no blog um Livro X Filme X HQ para vocês assim que assistir aquele!! =D

Trechos:
"A mulher ocupou o lugar ao lado dele em um bar praticamente vazio. Ele olhou para ela com o canto do olho, levemente curioso. Ela estava olhando fixamente para ele. Ele olhou para ela, imaginando se aquela mulher o conhecia. Os olhos dela eram da cor de sálvia, contornados por um verde mais escuro, e algo neles lembrava  um poço sem fundo. Seus olhos ficaram presos aos dela, sendo atraídos por eles, até ele se sentir como se estivesse se afogando...
Ele quebrou o contato visual com esforço e tentou se concentrar no rosto dela como um todo. Sua expressão era tão impassível quanto a de um juiz, mas ainda assim seu rosto era bonito...desoladoramente bonito..." (Página 59)

"Os muitos tipos de beleza do deserto só tinham uma coisa em comum: um completo descaso por qualquer forma de vida, humana ou não, que não conseguisse se adaptar às suas exgências implacáveis. A maioria dos humanos levava aquilo muito para o lado pessoal: ali naquele lugar incrível, exótico, terrível e impressionante, a morte era como a respiração... ela simplesmente existia, como a própria natureza." (Página 126)

"Ele abaixou seus olhos até ela novamente. Enquanto olhava de volta para ele, ela ainda estava mostrando o sorriso que a fazia brilhar. As roupas molhadas se grudavam ao corpo dela de uma forma que ele não podia ignorar. Não importava se ela carregava uma arma e vivia por vingança, ou se falava como o homem mais exaltado que ele já tinha conhecido... ela era uma mulher e tanto, e uma mulher linda." (Página 208)


Um comentário:

  1. Adorei! Desde que ouvi falar desse filme, tive vontade de assisti-lo. Juro que não sabia que o livro é baseado no filme. Pensei ser o contrário...

    Enfim, adorei sua resenha, ela foi bem elucidativa!!

    Bjs.

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber a sua opinião, por isso, fique a vontade para expressá-la! Mas se ela for ofensiva, não iremos aceitá-la! =D

Projeto Lendo a estante #1

Eu tenho o blog desde 2010, e desde então começou minha compulsão por comprar livros e mais livros e nunca acabar mais. Hoje me vejo com seg...